O Segredo Do Sucesso E Os Segredos Da Mente Milionária

11 de fevereiro de 2012 por: Raquel Loyola

Qual o segredo do sucesso?

Esta pergunta tem sido feita constantemente. Todos nós gostaríamos que alguém nos ensinasse o que temos que fazer para obter sucesso financeiro e pessoal.

Para responder a este pedido vamos enfocar a seguir trechos da revista Super Interessante que aborda a questão e, em seguida, abordaremos o livro de T. Harv Eker, OS SEGREDOS DA MENTE MILIONÁRIA.
Em 1992, pesquisadores ingleses e alemães resolveram estudar pessoas talentosas para entender o que as diferenciava dos pobres mortais. Para isso, investigaram pianistas profissionais e os compararam com pessoas que tinham apenas começado a estudar, mas desistido. (Pianistas são excelentes cobaias porque seu talento é mensurável: ou eles sabem executar a música ou não sabem). O problema foi que os cientistas não conseguiram achar ninguém com habilidades sobrenaturais entre as 257 pessoas investigadas – todos eram igualmente dotados. A única diferença encontrada entre os dois grupos é que os pianistas fracassados tinham passado muito menos tempo estudando do que os bem-sucedidos. Quer dizer, não é que faltou talento para os amadores virarem mestres – faltou dedicação.

Ok, isso não é novidade. Todo mundo sabe que a prática leva à perfeição. A novidade é que, pela primeira vez, cientistas conseguiram medir o tempo necessário de estudo para alguém se destacar internacionalmente em alguma área: 10 mil horas.

Nosso comentário: o quê? 10 mil horas? Vou ficar a vida inteira treinando? Resp.: Se você dedicar 8 horas por dia, você completará as 10 mil horas em 3,5 anos (três anos e meio). Considere também o conhecimento que já possui, e principalmente a sua MOTIVAÇÃO.

Foi a esse número que o especialista em sucesso Anders Ericsson chegou depois de observar os grandes talentos das mais diversas áreas. Todo mundo que foi alguém, ele concluiu, do campeão de xadrez Kasparov ao Steve Jobs, ficou esse tempo todo aperfeiçoando seu ofício. E não estamos falando de exercícios leves. O que realmente faz alguém ficar bom em algo é treino duro, dolorido, no limite do executável. No fim das contas, é treino tão difícil que modifica seu cérebro. (Só para constar: estima-se que aos 6 anos Mozart já tivesse estudado piano durante 3 500 horas. Quer dizer, ele não era talentoso, era assustadoramente dedicado.)

Se treino é responsável por boa parte do sucesso das pessoas que chegaram ao ponto mais alto do pódio (outros fatores virão), é preciso entender o que as levou a se esforçar tanto. Quem passa 10 mil horas da vida se dedicando a qualquer coisa que seja tem pelo menos uma característica muito ressaltada: o autocontrole. É ele que permite que a pessoa não se lembre que seria muito mais legal dormir ou estar no bar do que trabalhando.

A questão agora é entender por que algumas pessoas abrem mão do prazer imediato em troca do trabalho duro, e por que outras preferem sempre sair mais cedo do escritório. O processo mental, na verdade, é muito simples: para ter autocontrole, é preciso não ficar pensando na tentação e focar naquilo que é realmente importante no momento – por exemplo, terminar o serviço. É possível que esses traços tenham uma origem genética, mas é mais provável que a diferença esteja em outro ponto importante para entender o sucesso: motivação. Quem está motivado para ganhar uma medalha olímpica ou fazer um bom trabalho também abre mão da soneca da tarde com mais facilidade.
Mas o sucesso depende também de uma boa quantidade de sorte. Estar na hora e lugar certos é muito importante – às vezes até mais do que as horas de treino.

A fórmula do sucesso

Já o livro OS SEGREDOS DA MENTE MILIONÁRIA nos ensina a observar o modo de pensar e a desafiar os nossos pensamentos, os nossos hábitos e as nossas ações limitadoras e prejudiciais com relação ao dinheiro. Começa falando a respeito do dinheiro porque ele é uma das maiores fontes de sofrimento na vida das pessoas. Mas também considera um quadro maior. Quando passamos a reconhecer o nosso comportamento desfavorável em relação às finanças, essa consciência se transferirá a todas as áreas da nossa vida.

O objetivo dos princípios que ensina é ajudar-nos a elevar o grau de consciência. Repito: consciência é observar os pensamentos e as ações para poder agir com base em escolhas verdadeiras feitas no presente, e não na programação passada. Trata-se do poder de reagir a partir do nosso “eu superior”. Dessa forma, poderemos ser a melhor pessoa que somos capazes de ser e assim cumprirmos o nosso destino.

Quaisquer que sejam os nossos resultados – abundantes ou escassos, bons ou maus, positivos ou negativos, lembre-se sempre de que o nosso mundo exterior é apenas um reflexo do nosso mundo interior. Se as coisas não vão bem em nossa vida exterior, é porque não estamos indo bem em nossa vida interior. É simples assim.
A falta de dinheiro é o efeito. Mas onde está a causa? Ela se resume ao seguinte: a única maneira de mudar o nosso mundo “exterior” é modificar o nosso mundo “interior”.

Leia o livro quantas vezes forem necessárias e siga suas recomendações, e mude sua maneira de lidar com o dinheiro, e seja feliz obtendo muito sucesso.
É preciso então juntar a sua MOTIVAÇÃO + TREINO + AUTOCONTROLE, e fazer a sua transformação.

O que está esperando?

Autor: Carlos Sérgio Reis

Posts Similares:

Colocado em: Motivação
Tags:, ,

Trackbacks

Deixe o seu Comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.